O Storytelling e o porquê de sermos apaixonados por algumas marcas

Agência Noise > blog noise  > O Storytelling e o porquê de sermos apaixonados por algumas marcas

O Storytelling e o porquê de sermos apaixonados por algumas marcas

As histórias dominam o mundo.

 

Elas são a maneira que a humanidade encontrou de passar seu conhecimento adiante e explicar da forma mais simples possível as coisas mais loucas e os fenômenos que aconteciam. As religiões, as crenças, as políticas, as culturas, tudo que nos cerca tem um dedinho do poder da história no meio. Então, por qual motivo bizarro, a forma como você posiciona sua empresa no mercado funcionaria de maneira diferente?

 

Uma boa história vende e isso não é segredo para ninguém. Seguindo esse pensamento, existe o que conhecemos como Storytelling ou, traduzindo livremente, a arte de contar histórias. Este é o conceito que vem ajudando grandes marcas a se posicionarem no mercado ao longo dos anos e permitindo com que elas vendam ideias e sonhos ao invés de produtos ou serviços. É o que aumenta a brand equity, ou valor de marca.

 

Imagine esse cenário: um adolescente passa no vestibular e o presente de sua família – comemorando sua conquista – se encontra na garagem, embrulhado com um grande laço. Se eu te disser que o carro na garagem é vermelho, você provavelmente terá uma imagem da casa e do estilo de vida dessa família.

 

No entanto, se eu te disser que, além de vermelho, ele possui o símbolo de um cavalo preto em um fundo amarelo na lateral, muito possivelmente essa imagem tenha se transformado. Esse é o poder do valor da marca – adicione um logotipo e aumente consideravelmente a ideia das pessoas de quanto vale o produto. O poder de contar uma boa história está diretamente ligado a essa conquista.

 

O PODER DE UMA BOA HISTÓRIA…

 

No livro “Storytelling – Histórias que deixam marcas” de Adilson Xavier há um exemplo muito prático do poder de uma história bem contada: a marca Harley Davidson. O autor defende que quando se compra uma moto Harley não se compra um meio de transporte, mas sim um estilo de vida.

 

O comprador adquire o direito de viver uma vida que não viveria de outra maneira, ou seja, ele pode ser um contador de meia idade porém, ao comprar uma Harley, o direito de usar um colete de couro e fazer cara de mau vem no pacote. Entende o poder disso? A moto, nesse cenário, é quase secundária porque o que realmente é vendido é um direito de viver o estilo de vida Harley Davidson.

 

Essa conquista do posicionamento da Harley (e de tantas outras marcas do mercado que usam o Storytelling de maneira ímpar) é resultado de muitos anos contando a mesma história, batendo na mesma tecla e acreditando verdadeiramente na sua identidade. Está aí o primeiro passo para o sucesso da sua empresa: saiba qual mensagem você quer passar ao mundo e mantenha-se firme.

 

…CONTADA VÁRIAS VEZES

 

Todo o trabalho que desenvolvemos dentro da agência parte deste princípio, dessa linha guia. É muito importante ter o Storytelling permeando as decisões e as estratégias de comunicação pois é ele quem garante que a linha de pensamento da empresa seja mantida. Sempre que houver uma decisão a ser tomada, a pergunta a ser respondida é: “através dessa decisão vou continuar contando minha história com sucesso?”.

 

Daria pra passar uma vida escrevendo sobre histórias, seu poder e sua aplicação no nosso dia a dia. Logo faremos algumas análises de cases de sucesso de Storytelling. É apaixonante, sério. Vamos contar sua história?

 

 

 

No Comments

Post a Comment

Comment
Name
Email
Website